RIP Angélico Vieira


Foi hoje, aconteceu o que eu menos queria. Depois de tanta esperança, tanta força, tanta luta, a morte acabou por vencer, mais uma vez. Não, não era isto que eu queria. Não era nisto que eu acreditava. Por momentos tive esperanças que um milagre acontecesse, que abrisses os olhos, respirasses, e voltasses de novo para perto de nós. Nestes minutos de angústia, depois da trágica notícia, não há muito que eu consiga dizer. Ídolo é ídolo, e não vai deixar de ser. Agora restam as memórias, os sorrisos, os concertos, as fotografias. Apesar de tudo, o que me faz erguer a cabeça e seguir em frente, é saber que enquanto estiveste entre nós foste feliz e aproveitaste a vida. Tenho de te agradecer pelos momentos que me proporcionaste, entre os quais, alguns foram os melhores da minha vida. Falando do projecto a solo, e do projecto dos D'ZRT, sempre foste uma referência para mim, uma marca. E as marcas não desaparecem. É triste, sim, não nego. Custa aceitar a verdade, mas apesar disso, só espero que estando onde estiveres, estejas em paz ♥ Todos temos a nossa hora, e se esta foi a tua, eu só tenho de aceitar. Marcaste a diferença, e é nisso que temos de pensar. Eras um bom rapaz, e de certeza que tinhas um longo caminho pela tua frente. Eras um exemplo que muitos queriam seguir. Ensinaste'me que acreditar vale a pena, e que juntos podemos ir mais além. Os acidentes acontecem, e de certa forma, o que aconteceu é um aviso e uma chamada de atenção para muitos jovens que acompanhavam a tua vida profissional e te admiravam. Pode ser que com isto, passemos a ter mais atenção na estrada, menos acidentes, menos desastres. As memórias vão ser sempre relembradas, e nunca esquecidas por mim. Tu apareceste, marcaste e ficaste no meu coração, na minha vida.
Para todos os familiares, amigos e fãs, como eu, muita força e coragem para seguir em frente. E lembrem'se, "uma verdadeira estrela, nunca morre"! ♥ Há uma música que tu cantas, que diz: "Tua alegria não será esquecida, sabemos que não queres tristezas entre nós, és um exemplo para agarrar a vida, meu puto, acredita, estarás sempre entre nós". Estamos juntos, Angélico Vieira. Descansa em Paz, Ídolo 

Estamos juntos, Angélico!


Já lá vão cerca de 6 anos. Há 6 anos que entraram na minha vida da melhor maneira, há 6 anos que são os meus ídolos, aqueles que me acompanharam até ao dia de hoje. São aqueles que me ensinaram a ouvir música, da melhor. Aqueles pelos quais eu já sorri, já chorei. Aqueles que me deram os melhores concertos da minha vida, as melhores musicas. As que mais me tocaram, as que me fizeram pensar, parar e compreender. Aquelas músicas que me ajudaram a seguir em frente. Enfim, as músicas que me tocaram realmente. Eles são os D'ZRT, os meus verdadeiros ídolos. Aqueles que desde o inicio foram uma marca para mim. Aqueles que mesmo com o passar do tempo, não deixaram de ser os mesmos de sempre. Já se separaram, já se uniram outra vez. Já me deram os melhores sorrisos, os melhores autógrafos, as melhores fotografias, os melhores "toques". Já me ajudaram a sorrir quando o que mais me apetecia era chorar. Por eles já chorei de felicidade, já derramei lágrimas de saudade. Eles são 4, o Angélico, o Edmundo, o Vintém, e o Cifrão. No sábado passado um deles teve um acidente bastante grave, o Angélico, está em estado crítico e muito reservado. Por mais que até agora tenha tentado não ir abaixo com esta notícia, a verdade é que ele é um dos meus ídolos, parecendo ou não, ele é importante para mim. Dizem que a esperança é a ultima a morrer. Neste momento, já dei força, estou à espera dele. Não há muito que eu consiga dizer, expressar. Simplesmente não tenho palavras para me exprimir. A dor é grande começa a aumentar. A ansiedade aperta. Mas eu acredito! Acredito que há hipóteses, há esperanças. Há muita força. Muitos são os que estão do lado do Angélico, a apoiá-lo, muitos são os fãs dele, que não o vão deixar sozinho. Estamos juntos nesta dor. Juntos conseguimos. Para todos os fãs, familiares e amigos do Angélico, Muita força! Estamos juntos @ 
EU ACREDITO!

Simplicidade

(...) Acabei por cair num profundo oceano sem fim (...) Estive demasiado ocupada em tentar compreender certas ingenuidades de certos pensamentos. De facto, existem mentes demasiado sofisticadas e ágeis para poder apreciar e compreender a simplicidade. Não é por ser maior, que vai ser melhor. Ou por ser menor, que vai ser pior. Entre o grande e o pequeno, há o médio. O meio termo. Uma posição na qual se encaixam diversas realidades. Se temos a capacidade de ter 1, para quê ter 2 ou 3? Para ter mais que os outros? Para ser melhor? Para quê isso tudo, se para sermos felizes, nos basta ter a unidade?!
Há momentos na vida em que nós paramos, pensamos e percebemos o essencial, não para agradar os outros, mas sim para nos agradar a nós. Nem sempre o que os outros dizem, fazem ou pensam, é aquilo que nós temos de dizer, fazer ou pensar. Nem sempre o que os outros mostram ser perante a vida, é aquilo que nós temos de ser perante nós mesmos. 
Há uns tempos atrás comecei a perceber o verdadeiro significado da vida, a compreender o essencial e o importante. O importante é sermos nós próprios, e o essencial é termos aquilo que realmente precisamos. Atrás disto, está a simplicidade.

j.s.


Os bons e os maus resultados dos nossos ditos e obras vão-se distribuindo, supõe-se que de uma maneira bastante uniforme e equilibrada, por todos os dias do futuro, incluindo aqueles, infindáveis, em que já cá não estaremos para poder comprová-lo, para congratularmo-nos ou para pedir perdão, aliás, há quem diga que é isto a imortalidade de que tanto se fala.

Caminhos


Dou por mim caída numa imensidão de percursos que criei. Um caminho que fui desenhando e que não pode ser apagado. Percorro o meu caminho, a cada dia que passa, e à minha frente vão surgindo obstáculos como se fossem folhas que caem das árvores no Outono. Por vezes encontro um tipo de "raios" que me iluminam o caminho. Mas não era a primeira vez se acordasse na escuridão de uma trovoada. Neste percurso que fui caminhando, fui encontrando subidas e descidas que me tentam deitar abaixo. Olho para a frente e não vejo um fim, mas ao olhar para trás, reparo que ninguém esperou por mim. Já me disseram "segue o teu caminho, mas por mais que o construas não te esqueças que ele é incerto". Já caí e também já me levantei. Já esperei, e o que quis, eu alcancei. Já senti o barulho do vento no silêncio da noite. Já cresci, já me magoei. (...)

JBQ


E se eu disser que ainda sinto saudades? Tu acreditas? Acreditas que mesmo depois de termos voltado a falar, eu ainda sinto um vazio em mim? Podes acreditar ou não, mas podes ter a certeza que quando o digo, é a mais pura verdade. Sinto falta das simples mensagens que me mandavas de manhã a dizer "Bom dia gorda", ou das mensagens que mandavas a dizer "Gosto muito de ti". Eu sei que muita coisa mudou. Sei que de certa forma, nada voltou a ser como era antes. Se eu voltava a repetir tudo o que aconteceu entre nós? Sim, voltava. E não, eu não estou só a referir'me àquilo que tu sabes. Estou a referir'me à amizade que nos unia. À confiança que sentíamos um no outro. À segurança que eu sentia quando estava contigo, ou simplesmente quando estava a falar contigo. Eras das poucas pessoas que estava comigo quando eu realmente precisava. Eras dos únicos que me apoiava. Dos únicos que me faziam ver a realidade e me abria os olhos quando era preciso. Se me dessem a oportunidade de voltar atrás no tempo, e de escolher onde queria parar, eu voltava, voltava atrás e escolhia aquela altura em que a nossa amizade estava de bem a melhor. A altura em que cada dia que passava eu me sentia melhor por saber que tinha alguém como tu ao meu lado. És dos poucos em que eu acredito realmente. És talvez a melhor pessoa que conheci até ao dia de hoje. Se me pedissem um sinónimo de perfeição, diria certamente o teu nome. Até podes achar que isto é tudo muito lamechas, mas podes ter a certeza que é verdadeiro. Isto é tudo o que eu sinto, ou pelo menos, o que eu consigo expressar. És aquela pessoa que é capaz de me fazer chorar com uma simples palavra. Uma simples mensagem. És aquele que me abre os olhos mesmo sem dizeres nada. Não sei se tu sabes ou não, mas para mim, tu continuas a ser aquele com quem eu realmente quero ficar para sempre. Independentemente do que se passa à volta de cada um de nós, independentemente da vida que fomos construindo, independentemente do tudo, tu continuas a ter aquele teu lugar que sempre tiveste no meu coração, aquele lugar que é teu e de mais ninguém. Acredites ou não, tu és aquele pelo qual eu jamais deixarei de lutar. Às vezes dou por mim a pensar em  como fui tão parva contigo (...) mas nem vale a pena falar disso. Parece que quanto mais penso em ti, em tudo o que aconteceu, mais saudades tenho. Por mais que estejas perto, continuo a sentir que algo ainda está longe. Só quero que saibas que o meu sentimento não mudou. Tu continuas a ser o mesmo de há meses atrás  ♥ Gosto mesmo muito, de ti! 

Arrependimento

Depois de te encontrar, num acaso qualquer, olhei para trás, com olhos de ver. Arrependi'me do que te fiz. Eras o rapaz que dava a vida por mim, mas eu nem quis saber, simplesmente parti. Depois de tantos erros, só agora é que percebi, que eras tu a metade de mim. Estive tão perto do que eu mais queria, mas estava tão cega, que nem te vi. Depois de me cruzar contigo outra vez, e ver no meu lugar, outra rapariga, arrependi'me de não ter ficado aí, quando eras o rapaz que vivia por mim, e que eu só fiz sofrer. Depois de te perder, gostei de te encontrar e ver que és feliz, que criaste uma vida que eu um dia não quis. Tu mereces tudo o que a vida te dá. 


[Não é sobre mim, inspirei'me numa história que me contaram (:]

Futuro próximo, ou não


Já tentei interpretar o silêncio. Já acordei e adormeci a pensar na mesma pessoa. Já fui mais feliz durante 24h do que durante 1 ano. Já chorei de felicidade com uma simples mensagem. Já senti falta de alguém sem nunca ter estado perto dela. Já liguei a uma pessoa, só para ouvir a sua voz. Já me apaixonei por um sorriso. Já amei e fiz promessas eternas. Já tive medo de perder alguém. Já me arrependi de muita coisa. Já me culpei por não ter feito o que devia ter feito. Já esperei por alguém. Já perdi tempo com quem não devia. Já fui feliz e já fui triste. Já me senti bem ao lado de pessoas que se sentiam mal. Já me senti sozinha. Já tentei satisfazer os outros sem primeiro me satisfazer a mim. (...) No fim das contas, já fiz, já tentei e já passei por muitas coisas. Ou melhor, por algumas coisas. Estou completamente consciente de que irei passar por muito mais. Até lá, vou vivendo...

Eu quero, eu acredito, eu consigo!


Querer é o suficiente? Pergunto'me isto todos os dias. E cada dia que passa tenho mais a certeza que não. Sempre tive aquele tipo de pensamento em que o que queremos é o que temos ou vamos ter. Não nasci para ter apenas o acessível. Sempre soube que existiam barreiras, e que elas nos tentam fazer cair e mandar abaixo. "Querer é poder", este ditado popular e antigo, já acreditei nele, mas agora discordo totalmente. Acredito sim, que, querer é o inicio do poder. Basta querermos e acreditarmos, que já temos o caminho aberto.
A insegurança é a palavra chave para o erro. Se não temos certeza do que dizemos, ou pensamos, para quê aceitar esses desejos e torná'los realidade? A segurança é a escolha certa para tornar'mos realidade aquilo em que realmente acreditamos.

Para os melhores

Não importa onde eu estou. Eu sei com quem é que posso contar sempre. Nos dias tristes e felizes, foi com eles que eu ri e chorei. Estamos juntos. Não existem medos e entre nós não há falsidade. Sei que eles guardam todos os meus segredos, num cofre chamado amizade. Com eles eu aprendi, que juntos, jamais seremos vencidos. Quando o dia nasce e eu acordo triste, eu não choro, pois sei que existe um abraço de um amigo para me apoiar no que for preciso. Nunca estou sozinha, há sempre um amigo. Mesmo distante, está perto de mim, comigo. Nos meus sonhos eles aparecem. E juntos sabemos que podemos ir mais além. Eu não estou sozinha. Tenho o meu caminho. Eles estão ao meu lado onde quer que eu vá. Se eu me sinto triste ou perdida, conto com eles porque eles estão sempre comigo. Mais do que amigos, são quase como irmãos. Os medos são vencidos quando eles me dão as mãos. Amigos são aqueles que com o tempo não se apagam. Que com a distância não se separam. Amigo é aquele que está presente quando a solidão nos tenta magoar. 
A amizade não tem limites, até um certo ponto.

Distância


Finalmente, acabei os testes e estou quase a acabar as aulas. Já tenho mais tempo para vir ao meu blog. Peço desculpa pelo tempo que estive sem escrever.
Desta vez não tinha nenhuma ideia do que escrever. Por isso decidi escrever sobre a distância. Neste momento, duas das pessoas mais importantes da minha vida, estão longe de mim. Por razões e motivos diferentes. Um deles, está longe, mas mesmo assim, consegue estar mais perto de mim do que ninguém. Está longe mas faz'me sentir especial e perto dele. O outro, não está longe por escolha dele, está longe porque foi o que decidiram por ele. (...)
Por um lado, eu acredito que a distância faça bem às relações. À amizade, e ao amor. Por mais longe que estejamos, o que é verdadeiro, é impossível de separar.
"A distância faz ao amor aquilo que o vento faz ao fogo: apaga o pequeno, inflama o grande."

Acredita, e conseguirás.

E... Desistir? Será que vale a pena? Será que... Perder mais tempo vale a pena? Muitas vezes estas são as perguntas que nos vêm à cabeça, enquanto que, as perguntas deviam ser do tipo: Eu quero mesmo isto? É o melhor para mim? Eu acredito mesmo? 
Pois, damos por nós a fazer perguntas e a querer respostas do género, sim ou não. Mas o que realmente importa, não é se vale a pena, ou se é uma perda de tempo, é sim, se nós queremos realmente ou não. Se acreditamos mesmo ou não. Para termos esperanças de alguma coisa, temos de acreditar. Acreditar e lutar pelo que acreditamos. Porque se for o melhor, então, há sempre uma oportunidade de mostrar que queremos realmente. 
Acredita no que realmente queres. Assim tu consegues!

One Day :$


Bem, eu não sei por onde começar, nem o que te dizer. Preferia que estivesses aqui ao meu lado para eu te conseguir explicar o que estou a sentir. É um sentimento inexplicável, como eu nunca senti. Sinto um vazio em mim. Um vazio que ninguém pode preencher. Nada nem ninguém vai ocupar o teu lugar.

Porquê? Porque é que foi assim? Porque é que a decisão foi esta? Resposta ao certo, eu não tenho. Isto foi tudo tão rápido… Gostava de ter tido mais tempo contigo. De me ter, pelo menos, despedido de ti. Eu só gostava de saber como é que estás. Se estás bem.

As lágrimas que caem pelo meu rosto, são as lágrimas mais sinceras. São lágrimas de amor, de amizade, e de saudades. Porque apesar de tudo, tu és o meu melhor amigo. Contigo aprendi muita coisa, e podes ter a certeza que nunca me vou esquecer de tudo o que fizeste por mim. Estás longe, sim, mas com o tempo fui aprendendo que a distância pode separar os nossos olhares mas nunca os nossos corações. Lembro-me do nosso abraço, como se fosse ontem. Lembro-me de tudo, de tudo o que passei contigo. Restam-me as memórias, boas, ou até as más, mas vão ser sempre relembradas. Tenho pena de nunca te ter dito, cara-a-cara, aquilo que realmente sinto por ti. Ainda não consigo nem acreditar que vou estar tanto tempo longe de ti, e sem falar contigo… Só quero que estejas bem, independentemente do sítio onde estiveres. Fizeste-me crescer. Agradeço-te por tudo, por todas as palavras, todo o carinho e todo o apoio. O que sinto por ti, não vai mudar. Espero um dia poder voltar a falar contigo, ou pelo menos, ter notícias de ti.

Quero acreditar que isto que aconteceu, é realmente o melhor para ti. Que a distância e as saudades sejam motivos para mudares, para melhor. Que sirvam para reflectires em tudo o que aconteceu na tua vida. E espero que, a nossa falta (de todos os que gostam realmente de ti) te faça ter esperança e coragem de continuar em frente. Tu és capaz, és capaz de muita coisa e tu sabes disso. Acredita em ti. Não te deixes ir abaixo. O caminho é seguir em frente, nunca de deixes guiar pelos atalhos. Um dia, quando voltares, vou estar à tua espera, e vou ter sempre um lugar disponível, para ti. Dá valor a ti mesmo.

 “One day”, lembras-te? Vou ouvi-la todos os dias, tal como me vou lembrar de ti. Tal como a nossa música diz, um dia, isto vai mudar  

Estamos juntos, nunca te esqueças.
Obrigado por tudo, melhor amigo.

Aviso (:

Peço desculpa aos que seguem o meu blog por ultimamente não ter escrito nada. Estive ausente dois dias e depois aconteceram uns imprevistos, de certa maneira, maus. Mais uma vez peço desculpa, em breve volto a escrever.