Não tenhas medo de arriscar.


Chegaste exactamente ao ponto da tua vida, pelo qual eu já passei. Chegaste ao ponto em que tens que escolher. Encontras-tete perdido, no meio de nada nem ninguém. Não sabes o que fazer. À tua frente tens dois caminhos. A cabeça diz-te para ires por um, e o coração diz-te para ires por outro. E tu? Tu não sabes o que fazer, estás indeciso. Atrás de ti tens um só caminho, o caminho de voltar atrás, mas esse, encontra-se já de porta fechada. Restam-te dois caminhos. O caminho que manda a cabeça, e o caminho que manda o coração. Se seguires a tua cabeça, vais pelo caminho da lógica, pelo caminho que faz mais sentido. E se seguires pelo caminho que te manda o coração, vais ter de arriscar, preparar-te para novos obstáculos, novas barreiras e novas metas. Dizem que o sentimento que reina o coração, é o amor. Tu já sofreste muito por ele, então metes a hipótese de ires pelo caminho que te manda a cabeça. Quando metes essa hipótese na tua cabeça, há uma voz, vinda da tua alma que te diz: “ninguém sofre por amor, pois ele não magoa. O que magoa é sentimento falso que existe dentro de nós, e que muitas vezes nos faz pensar que é amor. Esse sim, magoa-nos, faz-nos chorar. Nunca, em vida alguma, o amor nos vai magoar. Só magoa se for falso, se não existir de verdade, se ninguém tratar dele. O amor puro, e verdadeiro não magoa nem faz feridas. Ele ajuda-nos, e muitas vezes, para o amor ser verdadeiro, é preciso arriscar, e estar pronto para ser feliz”. Ao ouvires isto, tu esqueceste a hipótese de seguir pelo caminho que a cabeça te mandou, e seguiste pelo caminho que o teu coração escolheu. Arriscas-te. Preparaste-te, e hoje és feliz. Enfrentaste muito, cortaste muitas metas, e ultrapassaste sempre tudo.

A mensagem que eu quero deixar com este texto é: Quando tiveres dúvidas, não tenhas medo de arriscar. Faz o que o teu coração te mandar. 

Não consigo mais


Cheguei a uma altura em que não sei mais o que fazer. Não sei como agir para contentar estas saudades. Quero que elas vão embora, mas ao mesmo tempo não quero. São elas que me fazem ter a certeza do quanto nós somos importantes um para o outro, o quanto precisamos de estar juntos. As saudades não vão, não desaparecem, enquanto tu não voltares. Quero poder abraçar-te, ter-te aqui ao meu lado, dizer-te o que nunca disse. As saudades tornam-se tão insuportáveis... Chego a ter noites em que não consigo dormir. As lágrimas caem, e as saudades apertam. A vontade de te ter aqui é enorme. Por favor, volta, eu não consigo esperar mais!